Banca centenária ajuda a recuperar empresas em crise

November 14, 2016

 

 Com 96 anos devida, a banca Marcondes Machado Advogados ganhou dois novos sócios em 2016. A ideia é usar da expertise deles e da experiência centenária no setor para ajudara s empresas que estão com um problema bastante atual: a renegociação de dívidas.

 

sócio- administrador, Guilherme Marcondes Machado, conta que a demanda pelos serviços do escritório cresceu muito com a crise econômica que levou o Brasil à pior recessão da sua história. “A recuperação judicial é uma área muito rica hoje em dia e uma ferramenta que os empresários estão começando a ter na cabeça”, avalia ele.

 

É por isso, segundo Machado, que o escritório buscou em bancas renomadas os especialistas Josie Anne Amorim e Marcelo de Almeida. “Precisávamos do conhecimento deles em Direito Societário e Direito Tributário”, acrescenta o advogado, que apesar disso garante que a banca não quer expandir muito os seus segmentos de atuação, sendo o objetivo simplesmente “complementar os saberes ligados aos processos de recuperação”.

 

Para o especialista, foi muito importante para o desenvolvimento desse setor de reestruturação de empresas o fim do instrumento da concordata e a sua subsequente troca pela recuperação judicial em 2005.

 

“A concordata era ineficiente por ter sido criada em 1945. Então, o processo não levava em consideração as mudanças na economia que vieram desde aquele tempo”.

 

O grande desafio nessa área, de acordo com ele, é que alguns empresários ainda têm preconceito com a recuperação judicial e não avaliam o recurso até ser tarde demais.

 

Na opinião de Marcondes, a causa desse problema é que muitos não conhecem a lei nem buscam um especialista quando já estão sentindo os primeiros sintomas da crise. São eles o atraso no pagamento das parcelas das obrigações, o aumento no custo do crédito e a epidemia de pedidos de demissão dos funcionários.

 

“Quanto mais os clientes postergam a situação, mais difícil é recuperar. É muito mais fácil ajudar quando a empresa ainda não está quebrada”, reclama o sócio da banca.

 

Negócio familiar

 

Marcondes Machado Advogados foi criado no começo do século passado, em 1920, pelo advogado Alexandre Marcondes Machado Filho, que foi ministro do Trabalho, Indústria e Comércio no governo do presidente Getúlio Vargas de 1941 a 1945. Além disso, aquele Marcondes foi autor da Lei 7.661/45, a famosa Lei de Falências, que vigorou justamente até 2005, quando a recuperação judicial foi criada.

 

A missão de preservar o legado do ex-ministro, morto em 1974, ficou com seu neto, Nelson Marcondes Machado, e com seu bisneto, o já citado Guilherme Marcondes Machado, que defende o crescimento da banca sem perder de vista a importância de mantê-la como um ambiente pessoal em que todos os clientes sejam bem atendidos. “Esperamos crescer, mas não para fazer uma linha de montagem de recuperação judicial”, diz.

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

TJ-SP aprova recuperações com grande deságio e juros reduzidos

February 14, 2017

1/2
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo